Enquanto Eu Chorava

Enquanto Eu Chorava

Enquanto Eu Chorava

Era uma quarta-feira de 2011, uma noite fria e com chuva intensa, eu aguardava o ônibus para ir a universidade. Incontrolável foi o sentimento de ódio naquele momento, a aflição pesava em meus ombros definitivamente não era meu dia.

Mas eu não podia esmorecer precisava continuar, porque havia uma promessa divina a ser realizada em minha vida. O cansaço e o desânimo não poderiam determinar o fim da minha trajetória, mesmo com uma cruz pesada da qual eu não aguentava mais levar, também havia uma pequena pedra que não conseguia tirar do meu caminho, mas eu precisava continuar…

As lágrimas de desespero escorriam pelo meu rosto, olhar para o céu tenebroso era a única saída, pedindo forças para que eu pudesse prosseguir sem permitir que as circunstâncias impedisse o propósito.

Nesta ocasião oportuna a canção tocava… Enquanto Eu Chorava, simplesmente a canção tocava!

Clama a mim e responder-te-ei e anunciar-te-ei coisas GRANDES E PROFUNDAS que não sabes. (Jeremias 33.3)

                                                                                                                                           Link: Enquanto eu chorava – Fernanda Brum

Foto: Divulgação

Liliene Santana

One thought on “Enquanto Eu Chorava

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s