Sexualidade Cristã

Bruno Barbosa, 24 é pastor da igreja evangélica S.O.S Jesus, mesmo tendo uma criação cristã, seu encontro verdadeiro com Deus foi em 2008. A partir desse momento, começou a se dedicar por inteiro na sua intimidade com o criador e Pai de toda eternidade. Hoje o jovem pastor é o braço direito de seus pais nos cuidados dos membros e da igreja local.

Um esposo exemplar e pai da linda “Manu” (filha recém nascida do casal) adora praticar esporte como Jiu Jitsu.

Conhecendo um pouco do perfil do PR. Bruno, percebe-se que ele é um adorador extravagante e não tem medo de falar o que pensa, foi por esse motivo que o NPC Notícias há mais de um ano propôs uma entrevista sobre a sexualidade cristã. Assunto muito delicado, pois pode ser mal interpretado.

O objetivo desta entrevista não é escandalizar e sim esclarecer algumas dúvidas, o tabu da religiosidade atrapalha muito na relação de homens/mulheres com Deus.

Sexo é um assunto que muitos não têm coragem de perguntar e outros em responder, baseado em alguns questionamentos e experiências de jovens cristãos o NPC Notícias se prontificou em publicar o que poderia ser ignorado como muitos fazem.

Espero que gostem…

Nós, Pessoas Comuns! – Qual a sua interpretação sobre o sexo e amor?

Pastor Bruno Barbosa – Existe uma linha tênue entre sexo e amor, mas se observarmos separadamente, sexo e a amor tem suas diferenças e podem andar separadamente. Como muitas donzelas em especial dizem que não fazem sexo, mas sim “fazem amor”. Porém, isso não é uma afirmação correta. Todos nós humanos e animais fazemos sexo, já AMAR é um sentimento.

Ninguém faz amor, amor é um estado de espírito, é algo que vai além do ato sexual.  Sexo é uma necessidade fisiológica do ser vivente, incluindo os animais. Não fazemos sexo para intensificar o amor, fazemos sexo por que precisamos dele. Não estou falando que no ato sexual não exista amor, existe sim o sexo COM AMOR, que é o que encontramos nos casamentos.  Mas sexo é uma necessidade. E amor uma afinidade que nutri e intensifica o ato sexual.

Cantares 8.7 “As muitas águas não poderiam apagar o amor nem os rios, afogá-lo; ainda que alguém desse todos os bens da sua casa pelo amor seria de todo desprezado”.

NPC – Porque a igreja proíbe o sexo antes do casamento?

Pr. Bruno Barbosa – A função da igreja não é proibir. O que a igreja deve fazer é aconselhar, discipular  e ensinar.  A bússola de uma igreja é a Bíblia Sagrada, de modo que nossa regra de fé parte de que está nela escrito. Nós entendemos que o sexo antes do casamento está ligado a prostituição  do seu corpo descrito no livro de 1 Tessalonicenses 4:3 “Porque esta é a vontade de Deus, a saber, a vossa santificação: que vos abstenhais da prostituição.”

O fato é, o sexo antes do casamento não é pior do que a mentira, engano, fornicação, roubo, inveja, adultério, contenda e falta de amor ao próximo. Nosso conselho é se conseguir guarde sua pureza para seu eterno (a) parceiro, porque não só ele irá se agradar mais e  Deus também !!!

Genesis 2. 22-24 “E a costela que o SENHOR Deus tomara ao homem, transformou-a numa mulher e lha trouxe. E disse o homem: Esta, afinal é osso dos meus ossos e carne da minha carne; chamar-se-á varoa, porquanto do varão foi tomada.

Por isso, deixa o homem pai e mãe e se une à sua mulher, tornando-se os dois uma só  carne”.

NPC – Alguns jovens casam cedo simplesmente por causa do ato sexual, e depois separam e como lidar com esse tipo de problema?

Pr. Bruno Barbosa – Isso é o reflexo de igrejas primitivas que embutiram como maior pecado o sexo antes do casamento, jovens cristãos se casam para  “matarem aquilo que está matando eles”. Existe um engano terrivel nisso, por que muitos não sabem o que é um casamento. Casamento é algo que vai muito além de paixão e sexo alucinante. Como lidar com isso? Não é tão simples quanto parece, os jovens devem namorar sim bons anos. Para conhecerem com quem estão se casando. Pois uma vez casado, casado está !!!

I Coríntios 7-3 “O marido conceda à esposa o que lhe é devido e também, semelhantemente a esposa ao seu marido. A mulher não tem poder sobre o seu próprio corpo, e sim o marido e também, semelhantemente, o marido não tem poder sobre o seu próprio corpo, e sim a mulher.”

NPC- Você acredita que se os cristão falarem abertamente sobre o assunto estimula as vias de fato, ou uma conversa aberta pode expor quais são as reais intenções?

Pr. Bruno Barbosa – Eu acredito que, qualquer assunto que é discutido sem preconceitos é saudável. Quando colocamos um assunto desse na mesa nós evoluimos, não creio que possa estimular. Até por que nós colocamos assuntos como: união, ajuda ao próximo enfim. E o resultado nem sempre é o dos melhores. Quanto mais falarmos mais será conscientizado todo e qualquer assunto.

NPC – A decisão de casar virgem ou manter a santidade sexual (para aqueles que já tiveram relação antes do casamento) ela é embutida muitas das vezes como obrigação, se atualmente servimos um Deus pela graça, essa metodologia não está ultrapassada?

Pr. Bruno Barbosa – Como já falamos em outra questão, nada na igreja é obrigado. Nós apenas aconselhamos. Se uma pessoa já teve relação sexual, nós entendemos que será mais dificil a abstinência sexual, essa pessoa deve sempre permanecer em “alerta” (risos) o namoro sempre deve ser controlado para os dois. Na hora que um passar um pouco do ponto, sempre um deve puxar o freio. Eu não acredito que excesso de oração e depravação total do corpo possam inibir o apetite sexual. Vai de cada um ver o que deseja para seu futuro.

Cantares 5-5 “ Conjuro-vos, ó filhas de  Jerusalém, pelas gazelas e cervas do campo que não acordeis, nem despertareis o amor, até que este o queira”.

NPC – No livro a Batalha de Toda Mulher diz que a masturbação gera um prazer egoísta prejudicando o futuro da relação sexual com seu parceiro, porque dificilmente saciará seu desejo a dois, por sentir prazer sozinha. A masturbação não poderia ser considerada como um conhecimento do próprio corpo para chegar no ápice do prazer e possivelmente ensinar ao seu parceiro?

Pr. Bruno Barbosa – Veja bem, o problema não está no egoismo mas sim, de esse alguém trocar seu parceiro pela masturbação. Não vejo problema na masturbação até por que sem sexo o corpo em algum momento precisa liberar toda essa tensão. O problema está no excesso ou no vicio da pratica.

O grande vilão da masturbação é a mente. Pelo fato de praticar sozinho você tende a entrar em um mundo que não tem limite no sexo. Podendo então cair em um vicio ainda pior o da pornografia. Por conta da masturbação muitas pessoas estão entrando na pornografia e não saindo mais. Na minha opinião é ai que mora o grande perigo !!!

NPC – Onde está o pecado da masturbação?

Pr. Bruno Barbosa – O pecado não está na masturbação, o pecado está no vicio e em certos pensamentos pecaminosos.  Arrisco dizer que existem pessoas que pecam muito mais em pensar em aventuras sexuais obscuras. Do que na masturbação. ( O PECADO NÃO ESTÁ NA MASTURBAÇÃO, MAS ESTÁ NO VICIO E NA MASTURBAÇÃO MENTAL )

II Pedro 2-14 “Tendo os olhos cheios de adultério e insaciáveis no pecado, engordando almas inconstantes, tendo coração exercitado na avareza, filhos malditos”.

NPC – Sabemos que o homem tem mais a necessidade de estar sexualmetne ativo do que a mulher, como ele faz para manter a santidade sexual?

Pr. Bruno Barbosa – Sem dúvida, o homem na maioria das vezes tem o líbido maior, e mesmo sem querer ou ter intenção tende a cair nessa teia sexual. O segredo é não deixar-se levar por o mundo da pornografia, pois é um mundo praticamente sem volta, quando sabemos que ninguém sabe o que você assiste, quando assiste e quantas vezes assiste. Sendo assim um pecado oculto para todos, e por não ser aparente é dificil abandoná-lo. Mas sabendo das dificuldades dos homens em manterem seu voto se podemos dizer assim. Creio que a solução é a masturbação. Mas tenha muito cuidado e ” Aprecie com moderação”.

NPC – O que a bíblia diz a respeito do sexo oral e anal?

Pr. Bruno Barbosa – Não há base bíblica para proibir o sexo oral, de onde provém? Isso vem da falsa santidade e moralismo, hipocrisia de pessoas que não conhecem a bíblia, dos “achismos” pentecostais e tradicionais, religiosos fanáticos, que criam sobre conceitos estranhos falsas revelações, e versículos fora de contexto – um bloqueio na vida sexual de cristãos, que ao invés de promoverem edificação só trazem confusões e frustrações.

Já o sexo anal: Do ponto de vista fisiológico desrespeita a higiene, e se desrespeita a higiene, agride a saúde. Em algumas pessoas compromete a saúde até por outras razões que por não ser o objeto da nossa resposta não vamos comentar (risos). E quanto a Bíblia em Romanos 1:26-29, o Apóstolo Paulo condena o sodomismo (sodomitas é um termo bíblico para se referir aos que praticam o sexo anal), o homossexualismo e todo tipo de perversão sexual. Portanto no meu ponto de vista não está classificado como vida sexual saudável diante de Deus.

Romanos 1.26-27 “Por causa disso, os entregou Deus a paixões infames; porque até as mulheres mudaram o modo natural de suas relações íntimas por outro, contrário à natureza. Semelhantemente os homens também deixando o contato natural da mulher, se inflamaram mutuamente em sua sensualidade, cometendo torpeza, homens com homens, e recebendo, em si mesmos, a merecida punição do seu erro”.

NPC – Atualmente a juventude (principalmente cristã) tem recorrido ao sexo oral por achar que não está no pecado. O que a igreja pensa a respeito?

Pr. Bruno Barbosa – (Risos), isso é trapacear (risos) !!!

Bom é dar uma desculpa bem esfarrapada para você mesmo, dizendo: Eu não estou fazendo “SEXO” . Veja, não é a penetração que faz dois se tornarem um. Mas é todo o conjunto isso para mim também é sexo.

NPC – Supondo que uma pessoa já tenha passado por experiências sexuais em sua vida antes da conversão e já sabe de suas preferências, como saber se o próximo parceiro atenderá suas necessidades físicas?

Pr. Bruno Barbosa – Nesse caso, o homem ou a mulher. Deve ter a percepção no namoro na troca de carinhos sentir o toque, se o cheiro da pessoa agrada. Se os beijos convencem, é ver se existe quimica entre o futuro casal.

NPC – Uma pessoa cristã (casada) pode realizar fantasias sexuais de seu parceiro? Ex: Roupas exóticas, danças.

Pr. Bruno Barbosa – Com certeza !!! Se a essa necessidade e ela é respeitada por ambos, é sempre bom reascender o desejo entre o casal. ( Paro por aqui, pois cada um deve saber o que deve aprontar para seu parceiro (risos)).

NPC – A mulher pode demonstrar ao seu parceiro que está sentindo prazer, através de gemidos ou falas eróticas isso é pecado?

Pr. Bruno Barbosa – Não seria pecado, se o casal está avontade quanto a isso. O que seria pecado era se o homem ou a mulher pensasse em outro… (risos)

NPC – Porque os homossexuais (homem com homem ou mulher com mulher) é discriminado nas igrejas?

Pr. Bruno Barbosa – A igreja tem um papel de incluir não de excluir, mas nós sabemos que nem em todas as igrejas praticam essa inclusão. As pessoas têm preconceito a partir da visão fundamentalista de pequenas igrejas que acreditam que um homossexual não tem salvação nem transformação de vida. Mas existem muitas igrejas sérias que acreditam no amor de Cristo e na transformação do ser humano. Igreja é lugar aonde os imperfeitos são bem vindos, sejam eles homossexuais, transexuais ou heterossexuais! Deus ama a todos, e sabe da imperfeição de cada um, com isso Deus pode perdoar todo aquele que quer andar segundo sua vontade.

Lucas 8.46-48 “E disse Jesus: Alguém  me tocou, porque bem conheci que de mim saiu virtude. Então, vendo a mulher que não podia ocultar-se, aproximou-se trêmula e, prostrando-se diante dele, declarou, à vista de todo o povo, a causa porque lhe havia tocado e como imediatamente fora curada. Então, lhe disse: Filha, a tua fé te salvou, vai te em paz”.

NPC – Supondo que alguém teve sua experiência homosexual na 1° relação sexual ou durante a adolescência, permanecendo durante anos. Decidindo sua opção sexual hetero, ele/ela guarda esse segredo por algum motivo como pode superar esse problema sem se expor?

Pr. Bruno Barbosa – Com certeza esse alguém deveria procurar uma ajuda psicológica, para ajuda-lo a compreender e se libertar do passado, e quanto ao espiritual deixe que Cristo se encarregue dele.

Mateus 11. 28 “Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei”.

Contato Facebook:  Bruno Barbosa

E-mail:  brunomartinsb@hotmail.com  

Foto: Divulgação

Liliene Santana

Anúncios

One thought on “Sexualidade Cristã

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s